Ir Para o conteúdo

Objetivo é proteger os mais vulneráveis das emergências climáticas

Dois dias depois que a tragédia atingiu Petrópolis, a deputada estadual Mônica Francisco (PSOL) protocolou na Assembleia Legislativa, ontem, a criação da Frente Parlamentar pela Justiça Climática e contra o Racismo Ambiental.

Além de Mônica — que deve presidir o grupo — serão integrantes da frente suprapartidária Carlos Minc (PSB), como vice-presidente; Dani Monteiro (PSOL); Enfermeira Rejane (PCdoB); Martha Rocha (PDT); e Luiz Paulo (Cidadania).

O foco da turma é o combate ao racismo ambiental, como forma de garantir justiça à população mais vulnerável.

“A maior parte das pessoas atingidas pelo colapso do meio ambiente é pobre e negra”, lembrou Mônica.

Plano

A deputada também protocolou um projeto de lei para declarar as emergências climáticas de especial interesse do Estado do Rio.

O texto do projeto lista 16 instituições que darão suporte às estratégias — de secretarias de estado, como as de Defesa Civil e de Ambiente e Sustentabilidade; à Fiocruz, ao ICMBio, e universidades com atuação na área, entre outras.

Fonte: Extra, Extra


Outras notícias!