Ir Para o conteúdo

Deputada Mônica Francisco realiza plenária “Orçamento é coisa de mulher” na Alerj

O evento contou com diversas organizações da sociedade civil e foi lançada uma cartilha explicativa sobre Orçamento Participativo, que menciona porque o orçamento é um assunto fundamental na vida das mulheres. 

Presidenta da Comissão de Trabalho, Legislação Social e Seguridade Social da Alerj, a deputada Mônica Francisco (PSOL) reuniu as deputadas federais Benedita da Silva (PT) e Talíria Petrone (PSOL), além de Marcela Soares, professora de Serviço Social da UFF, para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA), na última segunda-feira (25).

Além das parlamentares, mulheres cis e trans, majoritariamente, e homens de diversos segmentos sociais participaram do evento, dialogando e apresentando ações em que estão inseridos. O evento tinha como objetivo denunciar, a partir de estudo da mandata da deputada, que não há um investimento real no estado do Rio de Janeiro para as políticas destinadas às mulheres.

“A sociedade precisa se apropriar do orçamento, principalmente no que se refere à políticas para mulheres. Por isso, fizemos plenárias com mais de 120 mulheres, e quanto mais a gente discutia, mais víamos que as mulheres estavam propositalmente distanciadas desse debate pelo Estado brasileiro”, disse a deputada Francisco, reafirmando que é fundamental a participação das mulheres para mudar os caminhos do dinheiro público. 

Ao dissecar o orçamento, a parlamentar encontrou disparidades muito grandes. “Na execução orçamentária para 2022, que discutimos esse ano na Alerj, o Estado do Rio de Janeiro destinou 12 bilhões para o orçamento de segurança pública, com compra de armas, munição e financiamento de operação policial, e zero reais para as políticas específicas para as mulheres. Para a assistência social, somente 276 milhões. É muito grave”, apresentou Mônica Francisco.

A deputada Benedita da Silva esteve presente e elogiou a iniciativa de levantar o debate sobre Orçamento Participativo. “Quando fui vereadora, na primeira vez, fizemos ações nesse sentido. Naquela época, colocar favelado dentro da Câmara era um horror. Xingavam a mim e a eles. Estamos falando da maioria da população brasileira e do estado. Como o povo não pode controlar esse dinheiro público? E a maioria é a mulherada. Nós somos as maiores economistas desse país, porque foi a vida inteira administrando miséria. Tá na hora de revertermos isso”, disse a deputada, bastante aplaudida e homenageada na fala dos presentes pelos seus 80 anos, maioria deles dedicados à vida política.

Para Talíria Petrone, líder do Psol na Câmara Federal, o orçamento é o retrato do Brasil. “Ele é o espelho da vida política de uma sociedade, na medida em que ele registra, revela e explicita em que estrutura de gastos, investimentos e receitas vai se dá para o país”, disse a deputada federal. Relembrando as marcas do Brasil e a carga tributária brasileira, indagou “Qual a cor de quem se apropria dos lucros e dividendos brasileiros? Interessa que seja difícil esse assunto porque interessa a não participação popular”.

A professora Marcela Soares, que também debateu no evento, acredita que o Brasil possui uma classe dominante com características racistas e fascistizantes, por isso a dificuldade de incidir sobre o orçamento. “Eles não se importam com a nossa fome e expropriação dos nossos corpos. Ao contrário, eles estão comemorando a alta do dólar, a partir dessa dependência cambial e monetária, voltada ao agronegócio e à exportação”, finalizou a docente dizendo que entender essa conjuntura tem tudo a ver com o entendimento do orçamento.

A partir das discussões nas plenárias, o gabinete da deputada Mônica Francisco criou uma cartilha que foi lançada durante o evento e você pode acessar clicando no link abaixo.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

CARTILHA “ORÇAMENTO É COISA DE MULHER”: https://monicafrancisco.com.br/wp-content/uploads/2021/10/Cartilha-Or%C3%A7amento-%C3%A9-coisa-de-mulher.pdf


Outras notícias!