Ir Para o conteúdo

Faferj e parlamentares entregam carta com reivindicações das favelas ao governo do estado

Estivemos no Palácio Guanabara, sede do Governo do Estado, junto com representantes da Faferj – Federação das Associações de Favelas do Estado do Rio de Janeiro para entregar uma carta com as principais reivindicações das/os moradores de favelas para o governador Cláudio Castro, que não estava, e fomos recebidos por representações de Infraestrutura, Assistência Social e Direitos Humanos, Cidades e com as pastas de polícias.

Entre as reivindicações estão: a aprovação do Projeto de Lei 4631/21 – Lei Kathlen Romeu; o fim da “tróia” (prática das forças de segurança se refugiam nas casas de moradores para abordar suspeitos); adoção de câmeras nos uniformes dos policiais; reabertura dos restaurantes populares; fim do reconhecimento fotográfico; urbanização das favelas, entre outros.

Nossa #MandataQuilombo Mônica Francisco defendeu que seja criado um grupo de trabalho para acompanhar e tocar as políticas públicas para as favelas; o cumprimento efetivo do Supera Rio para fomentar os pequenos empreendedores da favela, garantir que todos tenham acesso ao Programa que já existe, uma vez que há locais sem ajuda humanitária.

Com a ausência do governador, também defendemos que um novo encontro seja realizado, que pode ser no Borel, com o GT já formado e com a presença também da Secretaria de Trabalho, ausente no encontro de hoje, para darmos encaminhamentos às demandas.

Como cria do Borel e trajetória de lutas junto aos movimentos, lembrei que a questão das favelas só aparece no Orçamento atrelada à Segurança Pública, não há nenhuma dotação orçamentária para tocar as políticas necessárias e urgentes. Nossa luta é diuturna para que tenhamos vida digna na favela.


Outras notícias!