Ir Para o conteúdo

Vitória: desistência acontece quatro dias depois de audiência pública da Comissão de Trabalho

Os funcionários da Riotrilhos receberam, na tarde desta terça-feira (12), a notícia mais desejada. Eles foram informados de que o governo do Estado voltou atrás na decisão de demitir os 60 trabalhadores da companhia pública. O recuo do governo ocorre em meio à tentativa do governador Claudio Castro de conter a crise no transporte público com ações de fiscalização em estações de trens da Supervia.

Parte dos funcionários da Riotrilhos – um grupo de 41 – é responsável pela fiscalização das barcas e do metrô, por meio de um convênio com a Agetransp, que não dispõe de funcionários para realizar o serviço e, por isso, conta com os técnicos experientes da companhia pública para inspecionar as barcas e o metrô.

Há quatro dias, a Comissão de Trabalho da Alerj realizou uma audiência pública para debater o processo de dispensa coletiva dos funcionários da Riotrilhos. Presidente da comissão, a deputada estadual Mônica Francisco, achou positiva a decisão do governo de manter os trabalhadores da empresa pública. “A demissão causaria mais um problema para o já combalido setor de transporte público do Rio”, avaliou.

Fonte: Extra, Extra


Outras notícias!